Discurso - Vereadora Veronica Costa -

Texto do Discurso

A SRA. VERONICA COSTA – Boa tarde, senhoras e senhores vereadores. Hoje, aqui na Câmara Municipal, eu venho fazer um alerta muito importante. Na sexta-feira eu estive na Maternidade Herculano Pinheiro, onde encontrei um trabalho de excelência, onde a gente tem andado todos os dias. Eu acordo muito cedo, tenho visitado alguns hospitais e é inadmissível que o Prefeito Marcelo Crivella não tenha a sensibilidade de poder entender, de poder ouvir aquelas mulheres que dependem da maternidade Herculano Pinheiro. A Zona Oeste toda é atendida. Essa maternidade, para quem não sabe, simplesmente, além de fazer 4.000 partos ao ano, essa maternidade faz um trabalho de prevenção à gravidez na adolescência.
Senhores e Senhoras, muitos de vocês talvez não conheçam a realidade de perto dentro das favelas. Eu costumo falar – por ser a minha origem de uma mulher favelada – que existe a primeira classe e o submundo na favela que é formado por pessoas que são invisíveis para as autoridades. Ali você encontra crianças de 12 anos grávidas. Você encontra crianças de 16 anos já com doenças venéreas.
A gente sabe que a mente vazia destrói o ser humano. Agora, você imagina, um lugar sem base familiar, onde a ausência do Poder Público é totalmente maldosa por cuidar dessa juventude mesmo vendo a violência aumentando cada dia mais. Se a gente não cuidar da base, se a gente não tiver essa sensibilidade de, pelo menos, verificar a situação que é grave da Maternidade Herculano Pinheiro...
Eu quero pedir ao Senhor Prefeito Marcelo Crivella que ouça essas mulheres. Nessa mesma maternidade, eles colocam o Dispositivo Intrauterino (DIU). Eu conversei com algumas mulheres dentro da maternidade e conheci uma jovem de 20 anos que é mãe de seis filhos. Essa jovem, moradora de Senador Camará, é atendida na Maternidade Herculano Pinheiro e não conhece o método do DIU. É uma moça muito humilde, muito carente de informação e de tudo. É tão castigada pela vida que ela não entende, ela não conhece o método de prevenção à gravidez.
Quando eu falo com o senhor, quando eu cobro do senhor, eu não tenho nada contra a pessoa física do senhor. Eu não estou falando pessoalmente, mas, eu falo como uma representante do povo, como uma porta-voz das favelas e como uma porta-voz das mulheres. O senhor precisa ter a humildade de ouvi-las para que entenda o que se passa de verdade para que a gente possa cuidar da cidade, para que a gente possa fazer a prevenção.
Eu tenho uma lei aprovada que é a Lei de Prevenção à Gravidez, a Lei nº 6.001/2015, que diz que deveriam acontecer dentro das escolas palestras de combate à gravidez na adolescência. Isso que estou falando é muito grave, minha gente.
Outra jovem que eu conheci na Maternidade Herculano Pinheiro, de 15 anos, estava com AIDS. É algo assim assustador. É algo lamentável. Nós não podemos, senhores vereadores, permitir que o Prefeito Marcelo Crivella feche a Maternidade Herculano Pinheiro. Ele fala tanto em despesas, que não tem dinheiro para nada, e vai fechar algo que funciona. Vai fechar algo que está simplesmente cuidando das pessoas verdadeiramente alegando que está gerando mais despesas? Isso eu não consigo entender.
Segundo uma denúncia que chegou ao nosso gabinete e também ao gabinete do Vereador Paulo Pinheiro, parece que tem ali um terreno, um estacionamento, onde pensam em construir uma igreja. E, segundo informações que a gente ainda está apurando, vão construir uma igreja e, por isso, não pode ter uma maternidade ao lado.
Então, a gente trata aqui da despesa que ele diz que não tem dinheiro. A gente está tratando da saúde da mulher que já está tão desamparada, da gravidez na adolescência que são jovens morrendo, da violência que está aumentando, da juventude abandonada e, agora, a gente pensa, e não se trata de religião, mas, a gente pensa numa questão tão grave do Prefeito fechar uma maternidade sem motivos e sendo esta uma maternidade que funciona de fato na Cidade do Rio de Janeiro.
Prefeito Marcelo Crivella, eu queria pedir ao senhor encarecidamente que o visite essa maternidade, assim como eu fiz. Eu passei a manhã inteira e ouvi desde o familiar a todas as mulheres que ali estavam internadas. Que o senhor possa compreender o que de verdade a população precisa e o que de verdade é necessário que se faça.
Muito obrigada.