ORDEM DO DIA
Pela Ordem



Texto da Ordem do Dia

O SR. TARCÍSIO MOTTA – Senhor Presidente, senhores vereadores.
Algo da mais alta importância que está acontecendo nesta Casa, mas ainda não foi comentado hoje, é a situação e o desenrolar do processo de impeachment. A Comissão Processante tem agido da melhor forma possível, mas quem estava na Casa ontem viu algo inacreditável! As testemunhas de acusação e de defesa faltaram à convocação da Comissão Processante! Onde é que nós vamos parar numa situação em que o desrespeito a esta Casa é tamanho, que as testemunhas sequer vêm aqui para serem inquiridas pela Comissão?
Queria, portanto, nesta questão de ordem colocada aqui para o conjunto dos Vereadores, lembrar que na próxima terça, dia 21 – e o Presidente da Comissão, Vereador William Coelho, o relator da Comissão, Vereador Luiz Carlos Ramos Filho, que estão aqui, podem me corrigir, se eu estiver errado – às 10 horas, essas testemunhas estão convocadas, inclusive, pela via judicial.
E é importante que o conjunto de Vereadores acompanhem e estejam aqui, porque é o trabalho da Comissão Processante que vai dar base para que os votos dos vereadores possam ser os mais corretos possíveis.
O Prefeito parece que perdeu hoje na Justiça uma tentativa de barrar o processo. O nobre Vereador Fernando William está me lembrando desse detalhe. É muito importante que a gente esteja ciente disto.
Como falei aqui, na semana passada, o PSOL iniciou a campanha “Fora Crivella – Diretas Já” e nós seguimos acompanhando o processo do impeachment, seguimos na defesa da Cidade do Rio de Janeiro e lamentamos profundamente que as testemunhas não tenham vindo na última segunda-feira. É um absurdo! Rogamos que a Comissão Processante siga seu rumo e que possamos o mais rapidamente possível votar, em Plenário, o impeachment de Marcelo Crivella.
Muito obrigado, Senhor Presidente.

O SR. PRESIDENTE (ROCAL) – Com a palavra, pela ordem, o nobre Vereador Leonel Brizola, que dispõe de três minutos.

O SR. LEONEL BRIZOLA – Obrigado, Senhor Presidente. Esperei a hora mais oportuna. Queria parabenizar o Vereador Fernando William pelo excelente projeto sobre o Movimento Negro, que está aqui presente, e pela luta eterna por essa reparação.
Quero lamentar a fala rasa do Vereador Major Elitusalem, que me preocupa muito. Não é nem a fala do Vereador, mas me preocupa a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro estar formando quadros com esse tipo de pensamento. Tenho certeza, Vereador, que para o senhor o nosso discurso parece um purgante, mas o seu é o efeito do purgante.
Muito obrigado.

O SR. PRESIDENTE (ROCAL) – Com a palavra, pela ordem, o nobre Vereador Willian Coelho, que dispõe de três minutos.

O SR. WILLIAN COELHO – Apenas para esclarecer a questão de ordem feita pelo Vereador Tarcísio Motta. Quero dizer que a ausência das testemunhas na Audiência de ontem não vai trazer nenhum prejuízo para o processo, tendo em vista que a Comissão vai intimar todas elas por via judicial. Todas elas serão intimadas e ouvidas pela Comissão. Não terá nenhum prejuízo com relação a isso.
Obrigado.

O SR. PRESIDENTE (ROCAL) – Com a palavra, pela ordem, o nobre Vereador Fernando William, que dispõe de três minutos.

O SR. FERNANDO WILLIAM – Senhor Presidente, senhores vereadores, na verdade eu tenho feito um esforço grande aqui. Meu primeiro discurso, nesta Casa, foi no sentido de que a gente procurasse trabalhar essa legislatura para engrandecer o Poder Legislativo. Fazer com que ele fosse respeitado pela população e que esta visse no Poder Legislativo um órgão que fosse fundamental para a democracia, como é de fato.
Que os R$ 700 milhões que gastamos aqui para representar o povo do Rio de Janeiro não são em vão. Eu até tenho dito que estou muito satisfeito com o comportamento da Câmara de Vereadores, nos últimos dias, porque várias Comissões Parlamentares de Inquérito estão em andamento, há um processo de investigação do prefeito em relação a um ato que foi denunciado por um servidor público que não tem nenhuma vinculação partidária; que está sendo muito bem conduzida pela Comissão constituída pelos Vereadores Willian Coelho, Paulo Messina e Luiz Carlos Ramos Filho.
Numa demonstração de seriedade, de equilíbrio, não é uma CPI para derrubar necessariamente o prefeito. Se for configurado que realmente houve crime de improbidade ou crime de irregularidade administrativa do prefeito, ninguém vai tomar decisão porque não gosta do prefeito. Temos votado diversas matérias que favorecem a prefeitura. Tem CPI inclusive que favorece a prefeitura, como a da Linha Amarela. Enfim, acho que a Câmara está agindo da forma altiva que sempre deveria agir.
Sobre o debate do Vereador Major Elitusalem com o Vereador Reimont, e eu quero dizer que tenho o maior carinho e respeito por ambos.O Vereador Reimont reclama por ciúme que eu tenha maior carinho e amor por ele, por mais tempo de conhecimento. Então, eu declaro meu amor a mais por vossa excelência, mas não dispenso... O Vereador Major Elitusalem está dizendo que dispensa o meu carinho e amor por ele. Mas eu costumo gostar de pessoas mesmo que eventualmente não gostem de mim, que eu acho que não é o seu caso.
O que eu quero dizer é o seguinte: Durante o Grande Expediente, eu discuti a questão do projeto que nós íamos votar aqui. Felizmente, votamos com a aprovação da grande maioria dos vereadores.
Eu acho que até o voto contrário do Vereador Major Elitusalem foi mais por conta do debate que se estabeleceu aqui, depois conversando pessoalmente com ele, ele reconheceu que não tem nada contra o movimento negro. É contra o racismo e disse isso muito claramente. E a gente precisa ir contornando essas situações.
Mas, num determinado momento, talvez por raiva ou por um sentimento menor, o debate ficou meio rasteiro aqui. E aí ficou meio que ofensa de um lado, ofensa do outro. Eu digo com toda a sinceridade: a gente tem que evitar que o debate resvale para esse campo.
Eu vou fazer uma provocação aqui: Eu conheço o Presidente do PSC. Tenho certeza absoluta de que o Vereador Major Elitusalem não tem nada a ver com o Presidente do PSC, Pastor Everaldo.
O Pastor Everaldo é uma figura complicada, muito complicada. Enfim, como muitos de nós estamos em partidos que se a gente olhar para cima, temos divergência, não nos representa.
Então, muitas vezes quando um vereador faz um comentário aqui não está ofendendo o outro vereador. E eu acho que a gente tem que manter sempre o nível mais elevado possível.
Para encerrar, para não gastar mais tempo dos senhores, eu recomendaria e, às vezes, fica parecendo pedante eu recomendar que as pessoas leiam livro. Mas o livro do Jessé de Souza, A Elite do Atraso, é um livro bem pequenininho, bem curtinho.
O Jessé foi Presidente do Ipea, que é um dos órgãos mais difíceis de se ter acesso. Talvez tão difícil quanto ser aprovado para juiz federal, procurador ou promotor de justiça a nível federal. É um concurso dificílimo. Então, para ser Presidente do Ipea, o cara tem que ser uma pessoa muito inteligente, com uma formação muito sólida.
E ele faz nesse livro uma análise do que foi e o quanto é importante nós buscarmos combater o racismo.

O SR. PRESIDENTE (ROCAL) – Para concluir, Vereador.

O SR. FERNANDO WILLIAM – E entender o que foi a escravidão para essa tragédia que é o Brasil de hoje. Enquanto nós não entendermos o que foi a escravidão para a tragédia que nós vivemos hoje, dificilmente nós vamos dar passos adiante e tirar o Brasil da crise em que nós nos encontramos.
Então, eu peço que a gente faça uma reflexão sempre buscando ir um pouco mais a fundo nas nossas análises, nas nossas compreensões. Não necessariamente para doutrinar ninguém, para convencer ninguém. Mas até para, eventualmente, nas defesas das nossas posições, ela não ficar nesse nível que, num certo sentido, ficou aqui.
O PSL tem “esse” ou “aquela outra figura” e isso desqualifica o Vereador Major Elitusalem. O PT “essa” e “aquela figura” que desqualifica o Vereador Reimont. O Vereador Reimont é uma pessoa que tem as suas posições muito claras, mas a gente sabe da idoneidade até onde conheço e tenho procurado conversar muito, porque senta ali ao meu lado.
O Vereador Major Elitusalem também é um homem de bem, um homem sério. Tem as suas posições que são em grande parte contrárias as minhas. Mas é uma pessoa que está aqui contribuindo. E se a gente tiver um cuidado na nossa linguagem e discutir com profundidade os assuntos, eu acho que a gente vai contribuir um com o outro e contribuindo com a Câmara, com o Poder Legislativo que é fundamental para a democracia, tão importante para todos nós. Muito obrigado e desculpe ser extensivo.