ORDEM DO DIA
Pela Ordem



Texto da Ordem do Dia

O SR. ALEXANDRE ISQUIERDO – Senhor Presidente, senhoras e senhores vereadores. Venho solicitar um minuto de silêncio pela morte brutal do menino chamado Rhuan, lá de Brasília, Distrito Federal. Foi assassinado por um casal de lésbicas, entre elas sua mãe. Esta mãe que há um ano cortou o pênis do menino porque queria que seu filho virasse uma menina. Premeditaram o assassinato dessa criança há um mês. A companheira dessa mulher dopou a criança com acetona. A mãe, friamente, esfaqueou essa criança. A criança ficou de joelhos e a sua companheira desferiu diversas facadas nas costas da criança, assassinando-a brutalmente. Não satisfeitas, decapitaram a criança, mutilaram a criança, jogaram na churrasqueira para dar fim ao corpo. Mas o cheiro era ruim, retiraram os restos do corpo dessa criança, colocaram numa mala e jogaram no rio.
Eu estou pedindo um minuto de silêncio e relatando esse crime bárbaro. Chega a embrulhar o estômago, não sei o motivo de parte da mídia ter ficado caladinha, deram poucas notas. Quero chamar a atenção da sociedade carioca e dos vereadores para esse crime brutal que, embora não seja do Rio de Janeiro, é de uma criança inocente. Mas solicito um minuto de silêncio pela vida do Rhuan.
Obrigado, Senhor Presidente.

O SR. LEONEL BRIZOLA – Pela ordem, Senhor Presidente.

O SR. PRESIDENTE (JORGE FELIPPE) – Eu vou proceder ao minuto de silêncio em seguida, mas, antes, me parece que o Vereador Leonel Brizola quer acrescentar alguma coisa. Pela ordem, o Vereador Leonel Brizola, que dispõe de três minutos.

O SR. LEONEL BRIZOLA – Pois é, eu também gostaria de me somar ao nobre vereador, pedindo um minuto de silêncio pelo assassinato brutal de uma criança de três anos e outra de seis anos por um pastor que estuprou, agrediu e queimou o filho e o enteado.
Então, que a gente possa fazer esse minuto de silêncio contra a violência contra as nossas crianças em nosso país. É uma violência absurda e inaceitável por quem quer que seja – um pastor ou um casal. A violência contra a criança tem que ser repudiada. Trago essa informação igualmente grave, que mostra que o nosso país anda mal, Isquierdo. Um pastor estuprou, matou e queimou e decapitou também as crianças.
Muito obrigado, Senhor Presidente.

O SR. PRESIDENTE (JORGE FELIPPE) – A Presidência acolhe as solicitações e declara que vai proceder ao minuto de silêncio.

(Faz-se um minuto de silêncio)