ORDEM DO DIA
Pela Ordem



Texto da Ordem do Dia

O SR. LEONEL BRIZOLA – Obrigado, Senhora Presidente.
O que eu queria falar de uma coisa realmente lamentável ainda desta Casa, e eu espero que haja uma providência o mais rápido possível. Não é a primeira vez que falo sobre esse tema. Aliás, venho alertando sobre essa empresa Laquix há muito tempo quanto à maneira como ela trata seus trabalhadores. Só que chegamos ao momento dramático em que os trabalhadores estão sem receber seu salário e já é o dia 16. Dia 16, Vereadora Rosa Fernandes. Tem trabalhadores que não conseguem sair de casa porque não tem dinheiro para comprar o pão. E, o que mais me incomoda é que esta Casa se comprometeu a pagar e ressarcir esses trabalhadores, e de forma exemplar, está aqui o mérito da Câmara – e ela tem todos os seus méritos.
A grande questão, Senhora Presidente, é a forma. Você não pode prometer para alguém que está há 15 dias sem receber que ela vai receber amanhã, ou talvez depois da amanhã, ou quem sabe outrora final do mês. Isso não pode fazer, porque a gente está mexendo com a vida das pessoas. É grave isso aqui! É grave! Mais à frente, eu vou tratar sobre essa empresa que está entrando agora na Câmara de Vereadores, porque há questões mais graves ainda a serem tratadas. Mas, por hora, eu peço que a Câmara tome providência imediatamente.
Quando eu conversei com os setores responsáveis por essa parte e, principalmente, veio a notícia do Chefe de Gabinete da Presidência, que declarou com as suas próprias palavras, que os funcionários iriam ser pagos e a Câmara só estava preenchendo o cheque para pagá-los, ele faltou com a verdade. Isso é grave! Você não pode prometer para as pessoas que vai solucionar de fato a vida delas e ficar empurrando com a barriga. Tem família que já não tem mais o que comer na sua geladeira, não consegue sair de casa porque sequer tem o dinheiro da passagem.
Eu não vou nem reclamar, como Vereador aqui, da falta de assistência na Casa, porque nem papel higiênico tem. Eu fiz um evento na sexta-feira, e eu comprei o papel higiênico, mas isso não me incomoda não, é suportável. Não tinha água, nem café. O cerimonial teve que se dobrar em 20, fazendo a função de outrem, para poder servir café e água só para quem estava na Mesa, porque os convidados também não tinham.
Mas isso não é o problema para agora. Eu queria um pouco de silêncio dos senhores vereadores e de todos os servidores que estão aqui, porque todo mundo aqui está com o salário em dia, está todo mundo recebendo, está entendendo? Está todo mundo aqui com o salário em dia. Há servidores desesperados, funcionários desesperados, choram nos cantos. Os poucos que vêm aqui é com muita coragem e com dinheiro emprestado. É conta atrasada, é aluguel atrasado. É conta de luz, há aqui funcionários cuja luz já foi cortada. Vocês já imaginam o que é isso? Eu faço uma proposta aqui, que a Câmara de Vereadores não pague o salário dos vereadores e pague agora esses servidores imediatamente. Essa é minha proposta aqui.

O SR. THIAGO K. RIBEIRO – Pela ordem, Senhora Presidente.

A SRA. PRESIDENTE (TÂNIA BASTOS) – Com a palavra, pela ordem o Senhor Vereador Thiago K. Ribeiro, que dispõe de três minutos.

O SR. THIAGO K. RIBEIRO – Em primeiro lugar, eu gostaria de dar não só as boas vindas, mas também de parabenizar o nosso mais novo colega Matheus Floriano e toda sua família. Tenho certeza da alegria que é o dia da posse, todos nós passamos por isso. É um momento de muita honra, de muita glória poder se dedicar a cuidar da cidade do Rio de Janeiro e do nosso povo carioca. Então, Matheus, eu tenho certeza, conheço-o há alguns anos, sei do seu afeto, do seu carinho por esta cidade, não tenho dúvidas de que em pouco tempo você será um dos vereadores de mais destaque nesta Casa.
Eu gostaria de solicitar também, Presidente, a verificação de quórum, por favor.

A SRA. PRESIDENTE (TÂNIA BASTOS) – Tendo sido solicitada a verificação de quórum pelo Senhor Vereador Thiago K. Ribeiro, a Presidência pede aos senhores vereadores que tomem assento em suas bancadas.
(Concluída a verificação de quórum, constata-se:
1ª bancada – 7 (sete) senhores vereadores;
2ª bancada – 2 (dois) senhores vereadores;
3ª bancada – 3 (três) senhores vereadores;
4ª bancada – 1 (uma) senhora vereadora;
Mesa – 1 (uma) senhora vereadora;
Total – 14 (quatorze) senhores vereadores).

A SRA. PRESIDENTE (TÂNIA BASTOS) – Presentes 14 (quatorze) senhores vereadores. Não há quórum para deliberar e nem para dar prosseguimento aos trabalhos.
A Presidência, antes de encerrar, lembra a realização da Solenidade de entrega de Moções e comemoração do dia de São Jorge, de acordo com Requerimento nº 1029/2019, de autoria do Senhor Vereador Átila A. Nunes; e convoca Sessão Ordinária para amanhã, 17 de abril, às 14 horas. A Ordem do Dia é a mesma designada anteriormente.
Está encerrada a Sessão.

Encerra-se a Sessão às 16h21.