PROJETO DE LEI1127/2018
Autor(es): VEREADORA LUCIANA NOVAES


A CÂMARA MUNICIPAL DO RIO DE JANEIRO
D E C R E T A :
Art. 1° Fica declarado como Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial do Município do Rio de Janeiro o Forró.

Art. 2º Para fins do disposto nesta Lei, o Poder Executivo procederá aos registros necessários nos livros próprios do órgão competente.

Art. 3º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.

Plenário Teotônio Villela, 18 de dezembro de 2018.

VEREADORA LUCIANA NOVAES



JUSTIFICATIVA

No auge da industrialização entre as décadas de 1960 e 1980 concentrou um grande fluxo migratório de nordestinos para o Rio de Janeiro. Por aqui a grande leva veio para trabalhar nas obras do Metrô e na Ponte Rio Niterói. E por aqui ficaram, fixaram residência em vários bairros do subúrbio do Rio ocupando morros e a baixada fluminense.

Uma das mais antigas referências para os nordestinos foi, e continua sendo, a feira de São Cristóvão. Em mais de 70 anos de história, a feira, que era ponto de encontro de nordestinos que chegavam de pau de arara, passou a ser um espaço de cultura popular e lazer como é conhecida nos dias atuais.

O Mestre Azulão morador de Japeri é uma das celebridades da feira daquela época como o também cordelista Raimundo Santa Helena que muitos dizem ter sido o fundador da feira. Segundo eles lá os nordestinos matavam as saudades da terra trocando notícias, comendo as delícias do Nordeste e dançando o melhor e mais tradicional forró de raiz, tocado em sanfona, triangulo e melê ou zabumba.

As boas e necessárias casas de forró surgiam em vários pontos de grande concentração de nordestinos como o Forró Mengão no Flamengo e o Forró forrado do Seu Adélio no Catete frequentado por João do Vale, por Chico Buarque e Nara Leão entre outros. No bairro de Bonsucesso o forró do Ceará (do compositor Antônio Ceará) passou a ser conhecido pela frequência de ilustres mestres do forró como o Jackson do Pandeiro, Marinês, Dominguinhos, mas, o maior espaço sem dúvida e o mais conhecido foi o Xaxadão do Rei do Baião Luiz Gonzaga que ficava na Ilha do Governador. Por lá passaram todas as estrelas do forró e o local se tornou passagem obrigatória de artistas até meados da década de 1980.

Terra natal de Araribóia e com importantes patrimônios históricos como a Capela Imperial Nossa Senhora da Conceição e a paróquia Nossa Senhora D’Ajuda, a Ilha do Governador também tem a sua importância pela história de ter sido o local onde viveu o Rei do baião Luiz Gonzaga. Muitos artistas apadrinhados pelo rei também vieram morar na ilha e de lá ganharam o mundo como o sanfoneiro Abdias e a rainha do xaxado Marines. É de lá que se tem notícia de uma das maiores casas de forró do Rio de janeiro, o Xaxadão comandada pelo Luiz Gonzaga, que também notabilizou muitos artistas que vieram do nordeste para o Rio de Janeiro.

Hoje podemos destacar redutos importantes que ainda mantém viva a tradição do forró de raiz, em espaços como o Centro de Convivência Nordestina em Nova Iguaçu, Forró Leviano, Lapa 40º e do Centro Cultural Carioca no Centro do Rio, forrós da Feira de São Cristóvão e da Feira de Caxias. Outros espaços tradicionais que se mantinham vivos até bem pouco tempo, deixaram de existir na Penha, Bonsucesso e Olaria. Eram ambientes que tinham histórias de passagens de mestres como Jackson do Pandeiro, Zito Borborema, Dominguinhos, Bezerra da Silva quando acompanhava os forrós do Severo do Acordeon e tantos outros. Sem políticas de salvaguarda, a tradição cultural tende a morrer e ficar enterrada onde floresceu.

Destarte, conclamo os ilustres pares desta casa legislativa, para aprovação desta proposição.

Legislação Citada



Atalho para outros documentos



Informações Básicas

Código 20180301127Autor VEREADORA LUCIANA NOVAES
Protocolo 006865Mensagem
Regime de Tramitação Ordinária
Projeto
Link:

Datas:
Entrada 12/20/2018Despacho 12/20/2018
Publicação 12/31/2018Republicação

Outras Informações:
Pág. do DCM da Publicação 5/6 Pág. do DCM da Republicação
Tipo de Quorum MS Arquivado Não
Motivo da Republicação Pendências? Não

Observações:



Hide details for Section para Comissoes EditarSection para Comissoes Editar

DESPACHO: A imprimir
Comissão de Justiça e Redação, Comissão de Administração e Assuntos Ligados ao Servidor Público, Comissao de Cultura.
Em 20/12/2018
JORGE FELIPPE - Presidente


Comissões a serem distribuidas


01.:Comissão de Justiça e Redação
02.:Comissão de Administração e Assuntos Ligados ao Servidor Público
03.:Comissao de Cultura


Hide details for TRAMITAÇÃO DO PROJETO DE LEI Nº 1127/2018TRAMITAÇÃO DO PROJETO DE LEI Nº 1127/2018

Cadastro de ProposiçõesData PublicAutor(es)
Hide details for Projeto de LeiProjeto de Lei
Hide details for 2018030112720180301127
Two documents IconRed right arrow IconHide details for DECLARA COMO PATRIMÔNIO CULTURAL IMATERIAL DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO O FORRÓ => 20180301127 => {Comissão DECLARA COMO PATRIMÔNIO CULTURAL IMATERIAL DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO O FORRÓ => 20180301127 => {Comissão de Justiça e Redação Comissão de Administração e Assuntos Ligados ao Servidor Público Comissao de Cultura }12/31/2018Vereadora Luciana Novaes
Blue right arrow Icon Envio a Consultoria de Assessoramento Legislativo. Resultado => Informação Técnico-Legislativa nº502/201901/31/2019
Blue right arrow Icon Distribuição => 20180301127 => Comissão de Justiça e Redação => Relator: VEREADOR THIAGO K. RIBEIRO => Proposição => Parecer: Pela Constitucionalidade05/02/2019
Blue right arrow Icon Distribuição => 20180301127 => Comissao de Cultura => Relator: Sem Distribuição => Proposição => Parecer: Sem Parecer
Blue right arrow Icon Distribuição => 20180301127 => Comissão de Administração e Assuntos Ligados ao Servidor Público => Relator: Sem Distribuição => Proposição => Parecer: Sem Parecer






HTML5 Canvas example