SESSÃO - EXTRAORDINÁRIA
Pela Ordem




Texto

O SR. DR. JAIRINHO – Senhor Presidente, senhoras e senhores vereadores, venho aqui no Plenário da Câmara me pronunciar porque o meu nome foi citado diversas vezes. E eu acompanhei, venho acompanhado pelos jornais. Soube pelo jornal primeiramente a respeito do pedido de demissão da Secretária Bia. Ela sucedeu o Dr. Carlos Eduardo, o Doutor Marco Antonio, enfim, fez um papel brilhante na Secretaria de Saúde.
Venho aqui dizer mais: fizemos uma reunião em particular com a Doutora Bia e toda a sua equipe. Teve o apoio unânime da Câmara de Vereadores em relação à condução de seu trabalho, em um momento de solidariedade da Câmara para com ela, para com a sua equipe. Todo mundo sempre muito receptivo a nos atender.
Ela foi à Câmara dos Vereadores quando nós tivemos dúvidas para o que fôssemos fazer a respeito de deixar a Câmara aberta ou não, de a sessão ser virtual ou não. E acaba que a proximidade cria laços. E a Doutora Bia conseguiu criar laços até mesmo com aqueles que não conviviam com ela...

O SR. DR. GILBERTO – Vereador Dr. Jairinho, um pequeno aparte.

O SR. DR. JAIRINHO – Pois não, Vereador Dr. Gilberto.

O SR. PRESIDENTE (JORGE FELIPPE) – O Vereador Dr. Jairinho só tem dois minutos para encerrar seu tempo...

O SR. DR. GILBERTO – Trinta segundos. Só voltando à fala da Tânia, quando ela falou do Diego.
Ninguém está discutindo a qualidade dele. Mesmo sendo, coincidentemente, oriundo da Secretaria de Ordem Pública. Mas ninguém está falando da qualidade dele. Só que é um cargo de confiança da Secretária.

O SR. DR. JAIRINHO – É isso.

O SR. DR. GILBERTO – A Secretária é que tem que escolher se é Diego, se é Manuel, se é Ivo, se é Pedro ou Joaquim, entendeu?

A SRA. TÂNIA BASTOS – Cabe aparte, Vereador Dr. Jairinho?

O SR. DR. JAIRINHO – Eu vou falar. Deixe só eu terminar aqui a minha fala...

O SR. DR. GILBERTO – Só para esclarecer isso: é a Secretária que tem o direito de escolher para o cargo de confiança dela.

O SR. DR. JAIRINHO – Quero dizer o seguinte: eu creio que o Prefeito Crivella tem uma característica boa, que não é de alguns governantes. Ele sabe retroceder, sabe voltar atrás. Ele é um líder, é humilde, é uma pessoa do bem.
Eu tenho certeza de que ele gosta da Doutora Bia. Não foi ele que demitiu. Ela tem os seus motivos para pedir a demissão, sobre os quais não discuto. De repente, no lugar dela, diante de tudo o que tem acontecido e que foi falado, eu também pediria demissão.
Mas, enfim, creio eu que isso vai ter um desfecho melhor do que imaginávamos. De repente, conseguiremos que as coisas se restabeleçam e tenhamos a Doutora Bia de volta. Esse é o meu desejo...

O SR. DR. GILBERTO – E a nossa vontade.

A SRA. ROSA FERNANDES – É o nosso.

O SR. DR. JAIRINHO – É nossa vontade que tudo se restabeleça para que voltemos ao caminho que começamos a trilhar no começo da pandemia. Espero que ela, que começou a conduzir esse trabalho, retorne, e que possamos passar por isso tudo de ruim por que estamos passando e tudo se resolva da melhor maneira possível. Que ela possa também entregar a Cidade do Rio de Janeiro com tudo já em seu lugar, com as pessoas voltando para a vida normal. Quero ver – e esse é o meu desejo – a Doutora Bia entregando para a Cidade do Rio de Janeiro a saúde e os hospitais para que possamos vencer essa doença.
A minha vontade não é estar anunciando aqui que haverá um novo Secretário de Saúde e tudo mais; a minha vontade é que tudo se restabeleça.

O SR. PRESIDENTE (JORGE FELIPPE) – Seu tempo está encerrado, Dr. Jairinho.

O SR. DR. JAIRINHO – Ok. Ela está esperando e se comprometeu a ficar até a entrega dos materiais de insumo para os hospitais.
Obrigado, Senhor Presidente.