ORDEM DO DIA
Projeto De Lei 2097/2016



Texto da Ordem do Dia

A SRA. PRESIDENTE (TÂNIA BASTOS) - ANUNCIA-SE: EM TRAMITAÇÃO ORDINÁRIA, EM 2ª DISCUSSÃO, QUÓRUM: MA, PROJETO DE LEI Nº 2097/2016 DE AUTORIA DO VEREADOR CARLO CAIADO, QUE "TOMBA, POR SEU VALOR HISTÓRICO, SOCIAL, CULTURAL E ESPORTIVO, O SÃO CRISTOVÃO DE FUTEBOL E REGATAS, LOCALIZADO NA RUA FIGUEIRA DE MELO, Nº 200, NO BAIRRO DE SÃO CRISTOVÃO."

* Incluído pelo Sr. Ver. Matheus Floriano.

(INTERROMPENDO A LEITURA)

Em discussão.
Para discutir, o nobre Vereador Jones Moura, que dispõe de 15 minutos.

O SR. JONES MOURA – Presidente, essa é uma matéria de muita relevância para a Cidade do Rio de Janeiro. Peço aos vereadores que tenham muito carinho no momento de votar esse projeto. Na discussão desse projeto, eu quero mais dar essa ênfase nessa questão.
Nós queremos dar alguns recados importantes. Como autor do projeto, lembrar que temos 20 vereadores que são coautores, certo? E esses vereadores participaram demais da construção da autoria do projeto do armamento. Estou falando do armamento, embora eu esteja discutindo esse projeto, e vou continuar discutindo ele, mas aproveitando o momento para dar essa informação importante. Os vereadores que construíram esse projeto, e tem outros vários que disseram: “eu também quero ser coautor”. Mas, para isso, agora, somente por meio das emendas.
E ainda falando do projeto do armamento da Guarda Municipal, quero dizer a todos que estão presentes aqui que a vinda de vocês não foi em vão, não. Eu quero lembrá-los que nós tivemos aqui o convencimento de quatro colegas – já disse isso aqui uma vez e vou repetir – que pensavam que o projeto seria de um pensamento muito particular meu, da minha ideia. E ao ver a quantidade dos que vieram aqui, eu vou colocar os vídeos nas minhas redes sociais. A imprensa está acompanhando as minhas redes sociais de perto, vamos ver a quantidade dos que estão lá fora.
Dizer a todos que é o contrário. Quando o projeto retornar aqui, isso vai ser em comum acordo com todos os vereadores. Quando retornar o projeto, a gente conta até com o número triplicado. Ah, mas 3000 mil pessoas não cabem na Câmara Municipal. Não há problema nenhum. A gente vai alugar um telão, vamos botar lá na praça e vamos ocupar toda a Praça Cinelândia, mostrando a todos que o projeto é realmente de todos, da sociedade, da Cidade, de todos.
Dizer também que os vereadores estão bem tranquilos. Estas falas... Vereador Fernando William, do PDT, não se preocupe. Eu não falei do senhor. Nem falei do seu partido. Eu falei do PSOL e do PT. Trapaceiros são eles. Não estou falando do senhor. O senhor, inclusive, tem que ter até um certo cuidado.

A SRA. PRESIDENTE (TÂNIA BASTOS) – Vereador, a discussão da matéria.

O SR. JONES MOURA – Eu estou voltando à matéria.

A SRA. PRESIDENTE (TÂNIA BASTOS) – Por favor.

O SR. JONES MOURA – Vou voltar à matéria só para dar um recado. Eu tenho preocupação com isso também. Mas, Vereador, fique tranquilo. Está ok? Eu tenho muito respeito pelo senhor.
A matéria que está na pauta em votação agora, Presidente, eu vejo que nós precisamos pedir um adiamento. Eu ainda vou concluir esse pedido de adiamento. Por quê? Porque, por exemplo, a minha equipe para assuntos legislativos ainda não teve tempo para apreciar essa matéria. E o tanto quanto a gente já leu e já apreciou, embora não ele todo, a gente concorda em muitas coisas. Tornou-se relevante para a Cidade. Mas a gente quer ver uma possibilidade de emenda nessa matéria também.
Para concluir, a questão do projeto do armamento, aproveitando também porque acho que os vereadores, os presentes e a imprensa querem ouvir mais sobre isso... Que não vai ser como o Vereador Fernando William disse, não. A gente vai correr muito com isso. Já foi provado, por números, que está morrendo gente e em cidade que arma a guarda morre menos gente. Então, a gente precisa correr com isso mesmo.

A SRA. PRESIDENTE (TÂNIA BASTOS) – Vereador, por favor.

O SR. JONES MOURA – Para que seja o mais antes possível.
Então, Presidente, sobre o projeto, eu deixei bem claro o projeto que está em votação agora. E sobre essa questão, eu encerro, Presidente. Para concluir, vereadores, por favor, construam as emendas que estão construindo e nos procurem, porque nós faremos... Presidente, foi pedido por vários vereadores, inclusive o Vereador Felipe Michel, Vereador Jair da Mendes Gomes e Vereador Italo Ciba pediram para que nós fizéssemos uma audiência pública para discutirmos essa emenda. Nós vamos, pela Comissão de Segurança Pública, providenciar uma data e vamos - o mais rápido possível - discutir essas emendas com a presença de todos.
Ok, Presidente?
Quanto a esse projeto, Presidente, eu vou pedir um adiamento. Eu gostaria de pedir, com a licença do autor do projeto, um adiamento por uma sessão da matéria e lembrar a todos que estamos disponíveis para continuar discutindo. Acompanhem nossas redes sociais. Parabéns aos presentes. Vocês entendem como é delicado, como é difícil, mas vamos estudar as emendas e vamos aprovar este projeto ainda este ano. Vocês verão isso. O adiamento por uma sessão da matéria, Presidente.

A SRA. PRESIDENTE (TÂNIA BASTOS) – Solicitado o adiamento da discussão da matéria por uma sessão.
Os senhores vereadores que aprovam permaneçam como estão.
Aprovado.

A SRA. TERESA BERGHER – Nominal, Senhora Presidente.

A SRA. PRESIDENTE (TÂNIA BASTOS) – Solicitada a verificação nominal de votação pela nobre Vereadora Teresa Bergher.

A SRA. PRESIDENTE (TÂNIA BASTOS) – Os terminais de votação encontram-se liberados.

(Os senhores vereadores registram seus votos)

A SRA. PRESIDENTE (TÂNIA BASTOS) – Está encerrada a votação.

(Concluída a verificação nominal de votação, constata-se que votaram NÃO os Senhores Vereadores Alexandre Isquierdo, Babá, Carlos Bolsonaro, Cesar Maia, Dr. Marcos Paulo, Felipe Michel, Fernando William, Leandro Lyra, Leonel Brizola, Marcelino D'Almeida, Marcelo Arar, Matheus Floriano, Paulo Pinheiro, Petra, Reimont, Renato Cinco, Tarcísio Motta e Teresa Bergher 18 (dezoito); não havendo voto favorável. Presentes 19 (dezenove) senhores vereadores. Impedida regimentalmente de votar a Presidente. Votando 18 (dezoito) senhores vereadores)

A SRA. PRESIDENTE (TÂNIA BASTOS) – Presentes 19 (dezenove) senhores vereadores. Não há quórum para deliberar sobre o Requerimento, mas há quórum para dar continuidade aos trabalhos.