SESSÃO - EXTRAORDINÁRIA
Pela Ordem




Texto

A SRA. TÂNIA BASTOS – Senhor Presidente, senhoras e senhores vereadores, eu quero aqui parabenizar o discurso do meu nobre colega João Mendes de Jesus, que inclusive é do meu partido e frequenta o mesmo lugar onde frequento há 39 anos, que é a Igreja Universal. Até assim estava querendo falar, mas aí o Vereador João Mendes abriu esse precedente.
Quero fazer um registro aqui, porque as palavras do Vereador Leonel Brizola realmente têm sido muito agressivas. Nós estamos vivendo um momento de tanto problema no nosso Brasil, no nosso Rio de Janeiro, na nossa Capital, enfim, no Estado, e a gente não precisa disso, sabe? Nós temos visto diversos líderes religiosos se desdobrarem para tentar salvar vidas, para tentar resgatar, ajudando os mais necessitados. Não há necessidade de chamar os líderes religiosos que deveriam ser colocados na “lata do lixo”, as histórias deles deveriam ser colocadas na “lata do lixo”.
Eu acredito que o avô do Vereador Leonel Brizola, que foi uma referência tremenda no nosso Estado do Rio, ficaria até triste em ver seu neto utilizando deste Parlamento de forma tão agressiva a essas pessoas, que não fizeram nada contra ele, contra a família dele. Outro dia, citou o problema que ocorreu quando o ex-Senador Marcelo Crivella ganhou a eleição. Enfim.... Aí, ele falou a respeito de que o avô tinha perdido para ele e para o Sérgio Cabral, mas acontece, a política é isso. Na política, a gente perde, a gente ganha, infelizmente. Mas jamais os senhores verão eu subir à Tribuna ou fazer qualquer discurso que venha a prejudicar ou venha agredir com palavras outras religiões.
Eu acho que, no Parlamento, a gente precisa se debruçar muito, principalmente nessa questão que estamos vivendo, que é a Covid-19. Lembrando que eu não faço mais parte da Comissão da Mulher, mas eu tenho ido aos batalhões, conversado, inclusive com a equipe Maria da Penha, para saber como estão as mulheres neste período de isolamento? Onde estão sendo agredidas? Enfim, esse é o meu papel de parlamentar. Eu acredito que o vereador também, pela comissão tão importante que ocupa, poderia ver como estão as questões dos Conselhos Tutelares, fazer visitas...

O SR. LEONEL BRIZOLA – Você me dá um aparte, Tânia?

A SRA. TÂNIA BASTOS – Porque, vereador, não é a primeira vez. Vossa Excelência está sempre colocando palavras tão agressivas. Ainda há pouco, falou da questão do Crivella, só que os tomógrafos estão funcionando. Inclusive, hoje mesmo, já tiveram três pessoas lá fazendo exame. Eu convido Vossa Excelência, se tiver algum problema de saúde ou encaminhamento do seu médico, para fazer essa tomografia hoje na Rocinha. Eu convido Vossa Excelência, vou até lá com Vossa Excelência. Vossa Excelência, de repente, se quiser fazer um exame, está disponível o tomógrafo.
Eu acho que a gente só precisa ter um pouquinho de cautela quando falar do outro, principalmente de líderes religiosos que estão à frente do trabalho. Pode não gostar, mas eu acho que não cabe a essa Tribuna estar maculando a imagem das pessoas; porque, com certeza, a postura de Vossa Excelência, Vereador, é que traz uma tristeza muito grande, não só no coração de nós, parlamentares evangélicos – cristãos –, mas eu também acredito que o avô de Vossa Excelência, de repente, estaria até envergonhado com a sua postura de ficar o tempo todo usando dessa Tribuna para fazer críticas infundadas.
Peço desculpas, mas estava com dois minutos apenas para terminar.